Ateliês Multidisciplinares no PP

Ateliês Multidisciplinares – 5o ao 9o anos

Os Ateliês Multidisciplinares e a ruptura com o trabalho fragmentado por Componente Curricular e ano de estudo:
Ao longo dos anos, a escola se deparou com o problema do excesso de faltas e evasão escolar dos alunos. Diversas iniciativas foram feitas a respeito, incluindo reuniões e conversas com os pais e Conselho Tutelar. O baixo rendimento e o crescente problema de indisciplina e apatia dos alunos em relação à aprendizagem, sobretudo dos alunos do 6º ao 9º anos, foram temas de várias discussões com os professores, o que culminou, durante o ano de 2013, em uma proposta de reestruturação do trabalho educativo para o ano seguinte, como forma de resposta coletiva a essas dificuldades.
Experiências de reorganização da estrutura educacional em escolas públicas que enfrentaram os mesmos problemas de excesso de faltas, baixo rendimento, desinteresse dos alunos pela escola, já têm alcançado resultados positivos, demonstrando que mudanças na estrutura de organização, metodologias e estratégias de ensino são fundamentais. A partir dessas reflexões, feitas nos horários de reuniões coletivas, o grupo de professores, juntamente com a equipe gestora, formulou uma proposta de mudanças na organização do trabalho pedagógico dos ciclos III e IV buscando a construção de um trabalho que rompa com a lógica do ensino seriado e caminhe na direção da efetivação da escola em ciclo, mais sintonizada com os desafios do mundo atual.
Então construímos e apresentamos à equipe do NAED Sudoeste uma proposta neste sentido em nosso PP de 2014, proposta esta reiterada abaixo e acrescida de novos itens para 2015:

1. Estruturação, na organização da escola, do trabalho interdisciplinar que já vinha sendo feito em situações e ocasiões específicas da escola por iniciativa da própria equipe.
2. Divisão do tempo diário em momentos com formato de aulas dos componentes curriculares específicos e momentos do novo formato multidisciplinar na forma de ateliês.
3. O nome “Ateliê” foi escolhido por representar melhor a idéia de relação com arte, criação e exercício da criatividade.
4. Concentração dos ateliês no 3º tempo de aula, uma vez que era o momento em que se constatava maior dispersão e dificuldade de participação dos alunos.
5. A distribuição dos alunos nos ateliês foi pensada de forma a romper com a divisão por turma e ano.
6. A inscrição dos alunos nos ateliês acontece por livre escolha ou indicação dos professores em casos específicos. Desse modo, há maior inclusão de todos os alunos.
7. Alteração da matriz curricular de modo a igualar a quantidade de aulas semanais de todos os componentes curriculares, com exceção de Inglês que ficaria com duas aulas. Acreditamos que todos os componentes têm igual relevância e que o conhecimento não é construído de forma fragmentada. Essa alteração ainda não foi aprovada pelos órgãos competentes da PMC.
8. Utilização de horas de CHP, AP e HP para viabilizar a atuação de mais de um professor concomitantemente na mesma turma, durante os ateliês.
9. Estabelecimento de horário coletivo, para além da horas de TDC, com todos os professores na unidade para Estudo e Planejamento dos Ateliês (EPA).
10. Divisão do tempo diário em 2 tempos de aulas “acadêmicas” e o último tempo de ateliê, duas vezes por semana, às terças e quintas-feiras, sendo alterado em 2015 para três vezes por semana, às segundas, terças e quintas-feiras.
11. Oferta de um número de ateliês por ciclo, de modo a possibilitar que cada um dos ateliês conte com, pelo menos, dois professores, para coordenarem os trabalhos em grupos dos alunos, nos diferentes espaços da escola.
12. Ateliês por tema: o mesmo tema pode se repetir duas vezes dentro do ano, com grupo de alunos diferentes, tendo, aproximadamente, vinte e três encontros cada ateliê/tema.
13. Ao final desses encontros, é realizada uma Mostra (aberta à comunidade) dos Trabalhos produzidos pelos alunos.
14. Após a Mostra, ocorre o processo de avaliação e auto-avaliação do ateliê pelos alunos, além de posterior avaliação dos alunos por parte dos professores.


Postar um comentário